quarta-feira, 2 de maio de 2007

As Crônicas De Tharen - Sharawanloghor Amenar

Chegada as horas das criancinhas ridículas se foderem! Chegada a hora do terror dos tempos novos dos cus sangrando! Chegada a hora da putaria nova dos tempos de novas buscas de uma vida sanguinária mais foda! Chegada a hora, como foi A Hora Da Criação, na qual O Grande Pau Criador Fodeu Com A Grande Buceta Criadora! Fode, fode, fode, fode, ainda O Grande Pau! A Buceta Foi Penetrada E Fez-Se O Esperma, O Gozo De Todas As Coisas! Buceta Arrombada! Criação, então, fodidamente formada! As Coisas todas nasceram! O caralho dos planetas! O caralho das galáxias! O caralho dos universos! O caralho das Raças Da Criação! Mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas, mas... Mas, caralho, Antes Do Todo, Antes Do Nada, Antes Da Foda Fodida Criadora De Todas As Coisas, Havia Algo, Havia Algo, Havia Algo, caralho, Ainda Há Algo! Eu falo da Escuridão! Eu falo da Deusa Escuridão! Eu, caralho, seus merdinhas do caralho, sou uma Filha Da Escuridão!

Tharen Ocitilop Shodolon, ao vosso fodido dispor! Não sou boa (argh! palavra escrota!) em apresentações, mas sei que falo muito bem! Querem saber as minhas origens, vou contar, merdinhas do caralho! Eu sou Filha Material Do Primeiro Ser Da Criação, Thornadoriusis Shodolon, um merdão do caralho que me lançou aos Infernos quando eu nasci porque eu o fiz temer pelo destino do caralho do Império Keauriotheniano dele! Sou do Planeta Keauriothem, Galáxia De Andrômeda, minha mãe foi Artcsom Ocitilop, outra merdona do caralho, que morreu no parto, meus irmãos são Thades, Thidan e Thaiden, outros merdões do caralho, e... Ah, seus merdinhas do caralho, vossos cus já estão sabendo do que eu sou e do que eu não sou, não estão? Então, vamos ao fodido papelzinho meu aqui em minha Existência como Filha Da Escuridão!

Me dei bem prá caralho nos Infernos, dando muito o cu e fodendo bastante uns vermezinhos merdinhas do caralho que encontrei por lá! Comida fui pelo Diabo, por Lúcifer, por Satan, por Asmodeus, por Astaroth, por Baal, por Bael, pelos escrotões maiores todos de lá e comi eles também! Dei chupadas nas bucetonas das Deusas Infernais, fodi com Lilith, fodi com Hecate, de maravilhas em maravilhas assim me tornei uma dos Imperadores Dos Infernos, ou Fogo Eterno, ou Asamaoyfae Adogor, ou qualquer nome de caralho que essa porra aqui tenha! Essa porra? Bem, não tô naquela porra, eu tô passeando, dando umas voltinhas, um mundinho aqui que eu adorei conhecer, um outro Plano, um monte de bonzinhos para a titia Tharen foder... É, as minhas crônicas de merda do caralho fodido iniciam-se logo no primeiro Mundo Inferior que visitei, Sharawanlogor Amenar, governado por Da'iyha, Deus Inferior Das Verdades Da Vida Eterna, Fundador Eterno Da Raça Da1'iyhann, e... Ui, que que eu tô vendo ali, no cantinho dessa estrada aqui? Uma criancinha? Uma menininha? Ah, pobrezinha, titia Tharen vai cuidar dela! Ela tá chorando! Buá, buá, buá!

- Tá chorando aqui sozinha, menininha? Onde estão os seus pais? - Sou bem carinhosa com criancinhas, muito bem carinhosa...

- Meus pais me castigaram!

- Por que papai e mamãe te castigaram, menininha? - Como sou compreensiva e paciente com as criancinhas...

- Porque eu não medi o Sadae'on direito?

- O que é o Sadae'on, menininha? - Pergunto acariciando os cabelinhos roxos da menininha...

- A Antiga Forma Do Livro Das Horas Vitais... Uma... Uma...

- Forma Oculta De Aprimoramento Doutrinário Na Magia Da Vida Eterna. - Como sou inteligente, não, merdinhas do caralho?

- A senhora conhece?

- Conheço coisas bem vitais, menininha... - E senhora é o cuzinho arrombado da mamãezinha, sua piranhazinha escrota!

- Me refugiei aqui quando me castigaram e me perdi! A senhora pode me guiar até minha morada?

- Não sei... O que tem para me oferecer em troca? - Vamos, putinha, faça um trato comigo!

- Não possuo riquezas!

- Mas, possui revolta e ódio, menininha. - Peguei ela! - Revolta contra a obrigação de ter que medir o Sadae'on, menininha. Ódio dos seus pais e de Dai'iyha, menininha.

- Mas, eu não odeio os meus pais e nem ao Imperador...

- Odeia, sim, menininha! - Chega de ser a puta velha boazinha, caralho! - Odeia, sim, sua putinha do caralho!

- O que é uma putinha do caralho?

- Oh, oh, oh, tu não sabe, claro! - É, aqui é outro Plano Físico, bem diferente do caralho dos Infernos e de um certo mundinho azul que eu, futuramente, vou visitar... - Menininha, uma putinha do caralho é alguém muito importante, alguém que sabe exatamente ser honesta e íntegra em suas verdades interiores! Tu é assim, menininha, tu é! Não minta prá titia Tharen e nem para o olho do seu cuzinho, menininha! Olha, é bom que tu aceite esse ódio, menininha, é muito bom, ódio é bom! Muito bom!

- Ódio É Força...

- Ah, porra, esquece essa Filosofia Do Certo Até No Cagar, menininha putinha do caralho! - Vou guiar isso até o fim, já venci meu joguinho! - Tu é uma putinha linda, tem que odiar! Odeie mesmo! Odeie mesmo! Odeie mesmo! Sabe o que é Ódio Eterno, mesmo, menininha putinha do caralho? Sabe o que é? É tudo que o nosso Grande Pai Puto Criador (ou Grande Puta Criadora, se esse caralho for uma Fêmea Universal) quer que nós, filhinhos do caralho dele, façamos! Vai, menininha putinha do caralho, odeia mesmo todo mundo! Odeia mesmo! Odeia!

- O Mestre...

- Teu Mestre é um merdinha do caralho, ele tá erradinho, tu não deve obedecer ao que ele diz! - Vai, titia Tharen, ela está cedendo! - Menininha putinha do caralho, quer saber de uma historinha que ocorreu uma vez na Criação?

- Que é historinha?

- Um relato, sua menininha putinha do caralho! - Estrangularia agora essa vadiazinha se não fosse o plano que eu tô tendo em mãos agora! - Sabe o que é relato?

- Não!

- Ei, ei, ei, que grito foi esse? - Ela saiu do meu controle, que safada do caralho!

- Olha, a senhora...

- Senhora é o...

- A senhora vai continuar andando pela estrada e me deixa aqui, eu sei voltar sozinha para casa!

- E se não souber? E se alguém te pegar no meio do caminho? Não tem medo dos monstrinhos do caralho que se escondem em recantos obscuros do caralho e tentam agarrar uma menininha putinha do caralho assim como você farejando o fedor da bucetinha do caralho delas? - Se é que ela me entendeu, agora, caralho...

- Nós não temos monstros em Sharawanloghor Amenar!

- Tudo que é inédito gera caos, menininha putinha do caralho, principalmente a presença de um monstro aqui no teu mundinho do caralho! - Máscara, tirei!

- Quem ele é?

- A perguntinha do caralho mais corretamente fodida é esta, menininha putinha do caralho: quem ela é? - Tô indo para onde eu queria desde o começo!

- Ela? Uma fêmea?

- Fêmea... Macho... Tudinho, menininha putinha do caralho! - Meu cu dói...

- Onde ela está?

- É... - Suspense!

- Onde, senhora Tharen?

- Ih... - E senhora é o cuzinho do caralho fodido da sua mamãezinha do caralho!

- Onde, senhora?

- Oh... - Minha buceta chora...

- Onde ela está?

- É você o monstro, menininha putinha do caralho! - Jogos não perco, seus merdinhas do caralho!

- Eu?

- Sim, tu mesma, a meninha putinha do caralho monstruosa! - Domínio de cena meu total, tô gozando... - Aí, aí em ti, eu vejo uma monstruosidade que bem serve à Vida Eterna! - Mentir, seus merdinhas do caralho, é uma das marcas fodidas registradas aqui da titia Tharen! - Deixa ele vir, vai te fazer bem vai te fazer... - Bem (argh!)...

- Não sou um...

- Tu és um monstro, menininha putinha do caralho! - Ela voltou para mim! - Monstrinha, tu deve tá esquecida do que deve ser! Vamo lá, caralho! Vamo lá, caralho! Libera, pela Vida Eterna, a monstrinha interior aí escondidinha! Libera, toca na Chama! Libera, toca na Chave! Libera, toca na Porta! Libera, toca na Arte! Arte De Monstro, O Grande Monstro Das Verdades, As Verdades Da Essência Primordial Da Criação! Vossos pais, vosso Mestre, vosso Imperador, todos esses escrotos estão errados! Revela-te, monstrinha, revela-te! Tu deve saber que tem um monstro aí, não sabe? - Seus merdinhas do caralho lendo a minha cronicazinha do caralho, agora eu não tô mentindo...

- É que, quando adormeço...

- Deuses Da Escuridão te rodeiam? - Eu provoco esses pesadelos, menininha putinha do caralho, mas tu nunca vai saber...

- Eles me pedem...

- Os Horrores Dos Tambores De Sangue! - Tributo aos Deuses Da Escuridão para minha mamãe Escuridão não deixar de Iluminar A Criação.

- Eles me dão...

- Asas De Sangue E Dor! - A Marca Dos Encarcerados No Lado Negativo Da Criação.

- Eles me falaram da senhora...

- Falaram. - É, ela Sabia que eu vinha, que menininha putinha do caralho...

- Estavas achando que eu não lhe reconheceria, Tharen Ocitilop Shodolon?

- Ué, tu me conheces assim, menininha putinha do caralho? - Ela é uma desgraçada do caralho!

- Há tempos eu queria lhe conhecer, há tempos... Estou aqui nesta carcaçazinha porque minha Missão é maior, bem maior, aqui, nesse "mundinho do caralho" como você o chama.

- Não é grande coisa, mas já que a Mãe Escuridão assim quis... - É, Ela Quer Sempre Tudo...

- Cumpramos, então, A Sina De Sharawanloghor Amenar?

- Minha buceta tá esperando isso desde que mijei lá atrás antes de te encontrar aqui!

Como sempre ocorre em momentos como esse do encontro entre monstros, o ar de Sharawanlogor Amenar ficou bem fodido...

Caralho, houveram danças estranhas...

Caralho, hoveram rituais estranhos...

Caralho, senti umas fisgadas n'alma...

Caralho, senti-me penetrada no cu até a alma...

Caralho, que festinha do caralho...

Caralho, que tesãozinho do caralho...

Eu e ela...

Namorando...

Fodendo...

Passando por cima de tudo...

Merdinhas do caralho lendo esta crônica da titia Tharen, foi arrasador fodidamente tudo o que acabou com aquele mundinho do caralho! Tudo, caralho! Tudo, caralho! Tudo, caralho! Tudo, caralho! Tudo, caralho! Tudo caralho! Tudo caralho, caralho, caralho!

Estupramos e enforcamos os pais dela!

Estupramos e estrangulamos todos os cem mil habitantes da cidade dela!

Uma cabeça? É, arranquei cabecinhas de bebês do caralho, pelo mundinho do caralho todo? Quantas? Ah, esqueci...

Ela? Ela? Nossa, a menininha putinha do caralho cagou na cara de todo mundo morto!

A menininha putinha do caralho cagou, cagou, cagou!

Fez gente comer a merda fodida que cagava!

Comeu as tetas das mulheres!

Comeu os paus dos homens!

Empalou bilhões!

Que lindo, montanhas de empalados! Chupei algum sangue!

A menininha putinha do caralho a tudo derrubou!

A monstrinha do caralho foi massacrando o caralho todo de vida em redor!

A menininha putinha do caralho espalhou vísceras nos Templos Da Vida Eterna!

A monstrinha do caralho arrancou dentes a pedradas!

A menininha putinha do caralho decapitou cantando gente que se ajoelhava pedindo clemência!

A monstinha do caralho chegou até a comer vivas bilhões de crianças!

Ah, menininha, tu é tão má, má, má, má, má, má, má, má!

Má do caralho, do caralho, do caralho, do caralho, do caralho!

Qual é o nome dela, merdinhas do caralho?

Querem saber o nomezinho do caralho da menininha putinha do caralho, da monstrinha do caralho, seus merdinhas do caralho?

Ela se sentou sobre um monte de crânios esfacelados e lambia um pedacinho pequeno do pênis do Imperador de Sharawanloghor Amenar, Da'iyha! Este foi torturado, teve os olhinhos arrancados e comidos por ela; assistiu os duzentos e seis filhos serem estuprados e desmembrados, antes, à sua frente, por ela; e foi assassinado após ser esfolado! Ela, sentada lá, aquela menininha putinha do caralho... Ela, sentada la´, aquela monstrinha do caralho... O nome dela é... O nome dela é... O nome dela é... O nome dela é...

Hã?

Ah, sou eu, seus merdinhas do caralho!

Ah, não liguem, eu sou uma maluquinha fodida, toda fodida mesmo, falo comigo mesma, converso comigo mesma!

A menininha putinha do caralho sou eu!

A monstrinha do caralho sou eu!

Amo um dramazinha de merda, seus merdinhas do caralho!

Eu amo a minha loucura do caralho!

E aí, alguns de vocês quer me encontrar em alguma estrada, seus merdinhas do caralho?

Você aí, mulherzinha do caralho, não quer ser, literalmente, a minha menininha putinha do caralho?

Você aí, homenzinho do caralho, não quer ser, literalmente, o meu menininho putinho do caralho?

A monstrinha do caralho seria eu, seus merdinhas do caralho!

E aí, um encontro comigo seria bom (argh!), seus merdinhas do caralho?

Ah, eu sou tão atenciosa com amizades novas, merdinhas do caralho...


Atenciosamente Tharenizado,

Inominável Ser.



Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Meu Perfil No Facebook

Esta Cova No Facebook

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Arquivo do blog

Marcadores


Firefox

Firefox
Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Arquivo do blog

Recent Posts

Unordered List

Theme Support