quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Um Ser Determinado Detrito

Sou Rafael. Sou Roberto. Sou Rafaela. Sou Roberta. Sou Mário. Sou Maria. Sou a favela. Sou a ruela. Sou a faixa perdida... Já comi cus, já dei o meu cu, como dó dar o cu... Ah, não se assuste aí não, seu babaca, tu também já deve ter comido um cu ou dado o cu, não seja um santinho podre hipócrita! Não tenho receios, eu sei que sou uma bosta! Não sei nem se sou um homem ou se sou uma mulher! Nem sei direito o que é uma mulher e o que é um homem! Mulher é aquela coisinha com um buraquinho entre as pernas... Homem é aquela coisinha com uma vara entre as pernas... Não tenho uma buceta, tenho uma vara. Sei que ter uma buceta não torna alguém uma mulher de verdade e sei que ter um pau não torna alguém um homem de verdade. Chupei muita buceta e muito pau. Fui chupado muito também... Feliz não me tornei, porra... Não, feliz não sou, caralho... Não sou... Sou detrito...

Perguntei a uma barata que esmaguei com os pés uma vez:

- Baratinha, tu que rastejavas pela minha casa, sabia a que horas determinadas eu cagava? Baratinha, tu que rastejavas pela minha casa, sabia a que horas eu mijava? Baratinha, sei que te machuquei, sei que te matei, mas não fique bravinha! Baratinha, já me machucaram! Baratinha, já me mataram! Baratinha, quem sabe um dia não nos casamos, lá em qualquer outra vida, lá em qualquer outro lugar, longe desta minha casinha?

Sou maluco. Sou maluca. Conversando com uma barata morta! Mas, com quem mais eu conversaria? Com quem mais, aqui nesta minha casa morta? Com quem mais, aqui nesta minha vida morta? Com quem mais, aqui nesta minha... Neste meu... Ai, ai, ai, tô meio tonto... Ai, ai, ai, tô meio tonta.... Ser assassinado não é bom, sabia, seu babaca? Você já pensou em ser assassinado como uma barata, esmagado como uma barata, tendo as suas tripas sinuosamente dispostas ao chão como elas ficam? Você já pensou, seu babaca? Foi assim, assassinado como uma barata, esmagado como uma barata, tendo as minhas pelo chão esparramadas, que eu sai do que você, seu babaca, chama de vida! Assassinaram-me como uma barata! Esmagaram-me como uma barata! Fiquei com as minhas tripas espalhadas pelo chão como uma barata! Fiquei detrito... Sou um detrito...

Como eu morri? Quem me matou? Por que fui morto assim? Por que fui morta assim? Por que por que por que por que por que por que por que por que? Porquês porquês porquês porquês porquês porquês porquês porquês! O mundo agora quer saber sempre dos porquês! Sempre sempre sempre sempre sempre sempre sempre sempre sempre sempre dos porquês! Por um acaso, seu babaca, você pergunta do porquê de cagar? Por um acaso, seu babaca, você pergunta do porquê de mijar? Por um acaso, seu babaca, você pergunta do porquê de foder? Ah, esqueci das mulheres! Eu acho que sou mulher! Eu acho que sou homem! Mas, porra, vamos lá, mulher mulher mulher! Por um acaso, sua babaca, você pergunta do porquê de cagar? Por um acaso, sua babaca, você pergunta do porquê de mijar? Por um acaso, sua babaca, você pergunta do porquê de foder? Por um acaso, seu babaca, sua babaca, vocês perguntam do porquê de serem uns fodidos? Então, porque me perguntam como fui assassinada? Por que me perguntam sobre quem me matou? Por que me perguntam como fui morrer assim, sendo homem, sendo mulher, sendo qualquer merda dessas que são iguais a vocês? Por que me perguntam? Pergntas não me fazem menos detrito... Sou um detrito...

Uma cagada dei uma vez no mato e pergunta às minhas fezes:

- Fezes, você tem essa cara de presidente da república porque é um detrito das coisas imundas de um país dentro de mim que você governa?

Uma mijada dei uma vez na praia perguntei ao meu mijo:

- Mijo, você tem essa cara de executivo porque vive a reter uns líquidos indesejáveis que fazem parte da empresa que cresce dentro de mim?

Uma vez vomitei no metrô e perguntei ao meu vômito:

- Vômito, você tem essa cara de patricinha de shopping porque vive sendo parte das coisas que são parte das fezes e não podem sair pelo meu cu?

Uma vez cuspi no altar de uma igreja e perguntei ao meu cuspe:

- Cuspe, você tem essa cara de professor universitário porque dá uma aula para mim de como ser escorregadio e isento de novidade por ser sempre um liquidozinho sem graça que se repete sempre que sai de mim?

Perguntei à minha buceta uma vez:

- Buceta, você me aceita como um detrito mijado?

Perguntei ao meu pau uma vez:

- Pau, você me aceita como um detrito cagado?

Perguntei ao meu cu uma vez:

- Cu, você me aceita como um detrito cuspido?

Perguntei-me uma vez:

- Eu me aceito como um detrito vomitado?

Fui um indagador, seus babacas, dos detritos em mim. Coroado de detritos, quando ainda estava com uma carne, eu fui. Coroado de detritos... Não me sinto bem, as minhas tripas escorrem aqui em casa... Aqui no chão de casa... As fezes sairam... O vômito saiu... O cuspe saiu... O mijo saiu... Minha buceta parou de latejar... Meu pau parou de endurecer... Meu cu parou de doer... Eu parei de ser um homem... Eu parei de ser uma mulher... Tá tudo misturado aqui no chão... Eu tô morto... Eu tô morta... Meu nome podia ser João... Meu nome podia ser Joana... Meu nome podia ser Giovani... Meu nome podia ser Giovana... Meu nome podia ser... Podia ser... É, caralho... É, caralho caralho caralho caralho caralho caralho caralho caralho! Meu nome é Detrito.

Meu determinado nome é Detrito.


Detrito,

Inominável Ser.




Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Covas Recomendáveis

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Marcadores


Firefox

Firefox

Meu Perfil No Facebook

Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Recent Posts

Unordered List

Theme Support