domingo, 18 de abril de 2010

Volac Está Me Arrastando Para O Abismo De Gob!


Nunca busquei o menos desde que era criança e mantive ininterruptamente sempre tendo em vista as maravilhosas riquezas que um mundo povoado de canalhas que roubam, estupram e matam poderia me dar. Roubei quando foi preciso, claro, confesso abertamente isso. Estuprei quando me deu vontade, as mulheres para mim são apenas para serem agarradas, usadas e jogadas fora em uma vala. Matei por prazer muita gente, tanto com as minhas próprias mãos quanto com algumas mandingas que sozinho aprendi... Sou Pedro Augusto Ferraz, um bem sucedido mestre na Arte da Magia Negra, sempre obtive tudo o que Satan poderia me conceder, desde rasgar o ventre de minha mãe com uma adaga até jogar minha filha de dez anos de um precipício em honra a Moloch. Matei todos os meus seis filhos assim, em honra ao Poderoso Moloch e esmaguei o crânio de meu pai com meus pés apenas para me divertir um pouco derramando no Mar Da Morte outra pessoa de meu próprio sangue. E bebi o sangue deles, da mulher que me deu à luz, dos meus filhos, de meu pai, fui me aperfeiçoando nessa maneira de fortalecer-me como Espírito do Inferno, e consegui muitas coisas agradáveis com isso. Não estudei em faculdade, não terminei meus estudos escolares, toda a minha autodidática ascensão foi fruto do meu empenho em cada vez mais me fazer um forte na perversidade, no Mal que é o Grande Pai Do Mundo. Até tive escolhas, durante trinta e sete anos neste planejado caminhar no Inferno, para abandonar tudo, me regenerar, formar uma família, foder todo dia com a mesma mulher sem estuprá-la e ser, como dizem os putos que acreditam em Deus, “feliz”. Tive essas escolhas, no entanto, minha natureza me guiou em direção ao crime, ao estupro, ao assassinato, à corrupção e ao roubo e, sem pestanejar, pratiquei toda barbaridade que cada um de vocês possa imaginar, sem limites e sem dores na minha consciência, que, para falar bem a verdade, eu nunca tive. A Magia Negra me deu muita coisa mesmo, eu Vi Satan, Belzebuth, Leviathan, Baal, Astaroth, Nergal, Behemoth, Asmodeus, Adramelech, Moloch, Naberus, Paymon, Maormer, Samael, Lilith, Nahemah, Linkamech, Jaranella, Adarasa, Astarte e toda a Confraria Infernal frequentemente, sem nem ao menos invocá-los, em meus sonhos, e segui todos os seus conselhos. Seguindo cada um Deles e, principalmente, ao meu Mentor Espiritual dentre Eles, fiquei rico, bilionário, vendendo drogas pelo mundo, contrabandeando armas, explorando a Pornografia Infantil, arregimentando escravas sexuais no Brasil para meus abastados clientes europeus e asiáticos, apoiando organizações criminosas, subornando policiais e todo o lixo que usa farda que possa ser corrompido, praticando a “caridade”, sendo “bonzinho” para com os pobres, me candidatando a um cargo político, ganhando todas as eleições das quais participei... Primeiramente, fui eleito vereador pelo Rio de Janeiro; depois, deputado estadual pelo mesmo Estado; a seguir, deputado federal, três vezes, por São Paulo; senador, duas vezes, na Bahia; e, neste ano de 2010, com a minha popularidade em alta liderando meu partido, o PUCEL (Partido da União Centralizadora Liberal), aclamado como “grande benfeitor dos pobres e oprimidos”, “o novo Getúlio Vargas”, “mais popular que o Lula”, me candidataria a Presidente da República e ganharia, com toda a certeza, graças ao Diabo. O Povo Do Inferno gosta da Política e todos os políticos são Demônios enrustidos; se vocês duvidam, porque acham que eles prometem que farão maravilhosos prodígios durante as eleições e, depois que eleitos, esquecem do que prometeram, quais Demônios que prometem aos que com Eles compactuam muitos tesouros e, ao fim de um tempo, se esquecem de seus “protegidos” e lhes arrastam para os Abismos Infernais? A Política pertence ao Inferno e não ao Reino Dos Céus, como as porras dos crentes católicos e protestantes costumam chamar ao buraco no qual eles crêem que a merda do Deus deles está. Meu passo maior como seguidor das Leis Infernais seria me tornar um político e afundar o Brasil em um reino de glórias nunca antes visto, derrubando todas as religiões e erguendo um altar ao Culto Do Diabo lá no Planalto Central, após dar um Golpe De Estado e me tornar Presidente Vitalício do país! A Palavra Infernal seria pelo mundo espalhada, a Internet seria minha grande aliada! O Império Do Inferno dominaria, após alguns anos de luta contra meus opositores (que eu derrubaria e empalaria do Alasca a Tóquio), todas as esferas de poder! E em 2069, conforme as minhas previsões, eu me tornaria O Imperador Da Terra! Sonhei muito alto? A ilusão tomou conta de mim? Ambicionei tudo além do que eu poderia ter? Sim, eu me vi como um César, um Napoleão, um Hitler, mas com mais sucesso do que cada um deles porque minha crença Naquele com o qual firmei um Pacto, dando-lhe minha alma em troca da Imortalidade Física e da Juventude Eterna a fim de que Ele me auxiliasse a dominar o mundo, era uma crença fortíssima e inabalável! Aquele, meu Mentor, meu amigo, meu Mestre e Verdadeiro Pai... me traiu... rasgou o Pacto... em uma emboscada, passeando de carro neste domingo ensolarado deste mês de abril pelo litoral carioca com os meus vinte e sete seguranças (ex-militares israelenses, mercenários bastante treinados e experientes, que contratei há sete anos) em seis furgões blindados, fui assassinado com mil tiros pelo corpo junto com todos eles... balas perfurantes de blindagens saídas de dez UZI's... cinco assassinos de aluguel (empunhando, cada um, uma UZI em cada mão), contratados na Inglaterra por um general brasileiro cuja filha de doze anos estuprei em uma festa na casa dele, na cama dele, assassinaram-me em frente à praia do Leblon... até agora estou ouvindo muita gente comemorar a minha morte... estão dando uma festa... meus inimigos estão dando festas... e eu, agora, todo ensanguentado, enquanto sinto meu corpo material dentro da geladeira do IML, vou sendo arrastado por Aquele, meu Mentor, meu Mestre, meu amigo, meu Verdadeiro Pai, Volac, para o Abismo De Gob!


- Vamos, Filho-Da-Puta, Vamos, Não Tenho A Eternidade Toda Para Te Arrastar Por Estes Pântanos!

- Pai, piedade!

- Pai, Piedade?


- O Senhor, meu Pai...


- Quem É O Senhor Aqui, Rapaz?


- Pai?


- Pai De Quem?


- Pai, o Senhor me prometeu...


- Eu Prometi A Você Algo, Rapaz?


- No Pacto que fizemos, eu pedi...


- Que Pacto Fizemos Entre Nós, Rapaz?


- Volac, seu...


- Eu O Quê, Rapaz?


- Volac...


- Cale A Boca, Estamos Em Um Pântano Que Exige Silêncio, Rapaz!


- Volac, seu desgraçado, você me prometeu o mundo todo!


- Rapaz, Não Sei Do Que Você Está Falando!


- Nosso Pacto, Volac, nosso Pacto!


- Rapaz Imbecil, Pensa Que Conhecia Demônios...


- Você não podia me enganar assim, Volac, não podia! Nenhum de vocês podia, eu fui um servo fiel do Inferno durante toda a minha vida!


- Um Servo Que Roubou, Estuprou E Matou Por Conta Própria, Nós Não Te Pedimos Isto, Rapaz.


- Como não pediram? E o que dizem os livros sobre...


- Se Estudasse Mais A Natureza Demoníaca, Rapaz, Saberia Que Nós Não Pedimos Crimes Como Roubos, Estupros E Assassinatos De Um Modo Direto, Apenas Sugestionamos E Inspiramos Para Que O Livre-Arbítrio De Nossos Humanos Seguidores Possa Escolher Sobre Fazer Ou Não Fazer O Que Assopramos Em Seus Ouvidos.


- Mas, se vocês são contrários ao que pregam os Filhos de Deus...


- Quem Você Acha, Rapaz, Que Nos Deu O Seu Rabo?


- Não minta mais, Volac, você sabe muito bem que...


- Quantas Obras Você Realizou Apenas Porque Ele Permitiu, Rapaz?


- Demônio, eu exijo uma verdade!


- Exigir Uma Verdade Diante Da Maior Verdade Que Está Abrindo-Se Diante Dos Seus Olhos? Você É Tão Imbecil Assim, Rapaz? Você É Tão Cego Assim, Rapaz? Não Estou Brincando, Não Estou Te Dizendo Uma Mentira Ou Arrumando Uma Outra Mentira Para Enganá-Lo. Se Os Demônios Pronunciam O Sagrado Nome De Deus Aqui No Inferno, Se Respeitam Tal Nome, É Porque Há Uma Sagrada Razão Para A Sua Presença Aqui Sendo Arrastado Por Mim Até O Abismo De Gob.


Volac está me arrastando, com correntes que estão presas ao Dragão de duas cabeças no qual está montando e que sempre o acompanha, por um pântano de fogos fátuos e sangue que grita contra a minha presença! É o sangue de todas as minhas vítimas exigindo vingança! Na lama estou sendo arrastado e em meu redor as trinta Legiões de Volac (cada uma possuindo 666.666 integrantes) fazem uma imensa festa comemorando o que o Líder Deles está a fazer! Me sinto humilhado pela primeira vez! Me sinto ofendido pela primeira vez! E, com medo, muito medo, pela primeira vez!



- Volac, me solte e me dê uma segunda chance, façamos um novo Pacto!


- Vamos, Seu Verme, E Cale A Boca!


- Volac!


- Terei Que Mandar Um Dos Meus Soldados Arrancar A Sua Língua?


- Volac, outro Pacto, dê-me outra chance!


- Outra Chance Para Fazer Mais Imbecilidades, Rapaz?


- Outra chance, Volac, para Te adorar! Para Te amar! Para...


- Não Preciso Da Sua Ridícula Adoração E Nem Do Seu Ridículo Amor, Rapaz.


- Volac!


- Não Fique Assim Desesperado, Não É O Inferno O Que Sempre Desejou?


- A Terra, um Império na Terra, Volac, seu desgraçado traidor, foi o que eu sempre desejei!


- Não Está Vendo Que O Seu Desejo Foi Realizado, Rapaz?


- Volac!


- Você Teve Seu Império Na Terra, Um Império De Roubos, Um Império De Estupros, Um Império De Assassiantos. Que Outro Império Você Queria, Rapaz?


- Volac, lembre-Se do nosso Pacto, do que estava no Contrato, lembre-Se!


- Meu Dragão Comeu Aquele Contrato, Rapaz, Quando Todas As Balas Que Te Enviaram Para Mim Acertaram O Seu Corpo.


- Por que me traiu, Volac? Por que me traiu, desgraçado?


- Na História, Rapaz, Demônios Sempre Serão Traidores. A Política Não Te Ensinou Que “O Roubo É A Arte Demoníaca Mais Utilizada Na História Pelos Que Sabem Manejar A Arma Da Mente Voltada Para O Estabelecimento De Uma Eterna Ideologia Maior”?


- Eu queria tudo, Volac, tudo que o mundo tem!


- Aquele Seu Mundo, Rapaz, Não Tem Nada. Quando A Tempestade Do Deserto Abrir Caminho Para Os Poderosos Impérios Do Abismo, A Terra Vai Ser Apenas Um Dos Muitos Mundos Por Eles Reconquistados. E Eu Estarei À Frente De Muitos Abismais Exércitos E Gob Estará Cagando Na Sua Cara No Planalto Central Quando O Brasil For Conquistado.




A festa dos Soldados de Volac fica maior, Eles ficam debochando da minha condição, do estado no qual me encontro, sendo arrastado pela lama de um pântano que nunca termina! Estou tentando me soltar das correntes! Estou tentando convencer Volac a reconsiderar! Me ajudem, eu preciso que me ajudem! Peçam a Volac para me perdoar! Peçam a Volac para me perdoar! Peçam, peçam, peçam!



- Me perdoe, Volac?


- Perdão Apenas Lá No Alto, Rapaz. Aqui, No Inferno, Condenação Por Um Tempo Fixado Lá.


- E o que eu fiz pelo Inferno, Volac, tudo que eu fiz, na Terra?


- Rapaz, Você É Mesmo Um Imbecil...


- Eu me doei por inteiro em toda crueldade possível e recebo de vocês isto?


- Imbecil!


- Me responda, Volac, por favor, me responda!


- Imbecil, Cale A Boca!


- Por que eu recebo...


- Imbecil, Para Onde Você Acha Que Vão Todos Que Fazem Pactos Com Demônios? Para Junto De Deus? Para O Paraíso? Para Um Mundo Perfeito?


- Sei que eu viria para cá, mas não assim... Eu era Imortal! Desceria em carne e osso ao Infernos quando fosse Imperador Da Terra, governando por Vocês aquele mundo! O que fiz de errado para me trairem, Volac? O que eu fiz de errado para Você, Mestre Volac, me trair?


- Nunca Fui Seu Mestre, Rapaz, E Não Me Atormente Mais Com As Suas Lamúrias De Cão Abandonado E Chutado Para Fora De Casa!


- Você me ensinou...


- Nunca Te Ensinei Nada, Rapaz, Eu Sempre O Enganei Falsamente Ensinando-Lhe “A Sabedoria Infernal”!


- Isso não pode ser verdade, Volac!


- No Inferno, Aqui No Inferno, Demônios Não Mentem, Rapaz!


- Exijo estar na presença dos Quatro Reis Coroados!


- Imbecil, Acha Que Os Quatro Reis Coroados Perderão Tempo Com Um Lixo Como Você?


- Quero falar com Eles!


- Você Está Indo Para A Sua Prisão Aqui No Inferno, Estará Logo Na Presença De Gob!


- Quero falar com os Quatro Reis Coroados!


- Acabou, Rapaz! Adrameezell, Corte A Língua Desse Verme Imbecil Agora!



Continuando a me arrastar, Volac ordena a um dos Seus Soldados que corte a minha língua! Mas, sem meu corpo, continuo tendo uma língua ou transmito minhas palavras pelo pensamento? Estou a conversar com Volac como se estivesse ainda vivo! Então, eu...



- Não, Adrameezell, espere!


- Adrameezell, Corte A Língua Desse Verme Agora!


- Volac, se aqui no Inferno estou falando como se já vivesse aqui há muito tempo...


- Até Que Enfim Você, Rapaz, Abandonou Uma Parte Da Sua Imbecilidade!


- O Espírito Que Eu Sou... Eu... Vim daqui... Daqui, do Inferno...


- Como Muitos Outros Que Morreram Na Mesma Hora Que Você E Que Outros Presidentes Infernais Estão A Arrastar Para Abismos Especiais Neste Exato Momento, Rapaz!


- Então, como explicar que a nossa crueldade e empenho em sermos bons seguidores diante do Panteão Infernal não faz parte do que Vocês nos Ensinaram, nos Inspirando em todo crime que praticamos?


- Vocês Tiveram Uma Chance De Redenção, Rapaz, Que Até Mesmo Os Quatro Reis Coroados, Se Tivessem A Permissão Para Isso Caso Quisessem, Aceitariam! Eu Aceitaria! No Entanto, A Sede De Poder, A Sede De Sangue E A Imbecilidade Humana Conhecida Como Ambição Falaram Mais Alto Fazendo Que Retornasse Mais Uma Vez Para Cá, O Seu Mundo Natal! Agora, Você Reclama, Rapaz? Você Não Quis Sempre Abraçar O Inferno? Por Que Está Tão Desesperado?


- Estou desesperado porque eu não merecia isso, tinhamos um Pacto, Volac, um Pacto! Eu lhe dei tudo que Sou! Eu me ajoelhei perante a Sua Presença! Eu pratiquei tudo o que Gob...


- Não Pronuncie Em Vão O Nome De Gob, Rapaz, Respeite Aquele Que Será Seu Carcereiro Daqui Por Diante!


- Não quero ser aprisionado!


- Você Fez Tudo Para Ser Aprisionado No Abismo De Gob, Rapaz! Agora, Perca A Sua Língua! Adrameezell, Corte A Língua Desse Imbecil Agora!



Adrameezell, gargalhando, monta em meu peito com uma adaga na mão esquerda! Eu viro o rosto! Não, ele corta meu rosto! Não, ele abre a minha boca! Não! Não! Não! Ele segura a minha língua! Ele corta a minha língua! Continuo sendo arrastado, arrastado, arrastado! Minha língua, Adrameezel gargalha e come a minha língua! Não, Volac, não me leve para lá! Volac, não continue a me arrastar para lá! Pare, Volac! Pare! Pare! Pare!



- Você me matou!



Mãe?



- Você me matou!



Pai?



- Você me estuprou!



Rita?



- Você me estuprou!



Sabrina?



- Ladrão!



Essas pessoas todas gritando isso!



    - Ladrão!



As pessoas que roubei, estuprei e matei, estou ouvindo todas gritarem comigo, me acusando, acusando, acusando, acusando! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem! Parem!



- Você me matou!


- Você me estuprou!


- Ladrão!

- Você me matou!


- Você me estuprou!


- Ladrão!

- Você me matou!


- Você me estuprou!


- Ladrão!


- Você me matou!

- Você me estuprou!


- Ladrão!


- Você me matou!


- Você me estuprou!


- Ladrão!

-
Você me matou!

- Você me estuprou!


- Ladrão!



Não gritem mais! Não gritem mais! Não gritem mais!



- Tragam-No Para Mim, Tragam-No Para Mim!



Quem...?



- Traga-O Para Mim, Volac, Traga-O Para Mim!



Gob!



- Jogue-O, Volac, Jogue-O Aqui!



Estamos chegando perto da Entrada no Abismo Dele, de Gob! Não, não, Volac, não! Pai! Mestre! Amigo! Mentor! Não! Não! Não!



- Jogue-O, Volac, Jogue-O!



Volac parou! Será que... Não, Ele vai me jogar no Abismo De Gob! Ele está descendo do Dragão, voando até mim! Todos estão comemorando, desgraçados Demônios que me usaram durante toda a minha vida! Ele está me erguendo, socorro, me ajudem! Me ajudem, peçam para Ele não me jogar no Abismo De Gob! Peçam vocês a Ele para não me jogar! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


- Rei Gob Da Terra, Senhor Da Asfixia, Do Veneno, Da Peste, Das Epidemias, Da Avareza, Do Orgulho E Da Crueldade! Aqui Estou Diante Da Entrada De Vosso Abismo, Trazendo-Lhe Mais Um Condenado Ao Vosso Reino De Castigantes Carrascos Anos! Receba Mais Este Verme Que O Altíssimo Permitiu Que Aqui Viesse Para Pagar Pelos Crimes No Planeta Terra Cometidos! Receba Em Vosso Abismo Pedro Augusto Ferraz, Ladrão, Estuprador E Assassino, Cumpridor Das Leis Infernais Do Inferno Que Ele Em Si Mesmo Aprimorou! Caia, Desgraçado, E Cumpra A Sua Pena Durante O Tempo Determinado Por Aquele Lá De Cima!



Volac me joga agora no Abismo De Gob! Gob está gargalhando, enquanto vou caindo! Vou perdendo a minha pele! Vou perdendo toda a minha pele! Vou caindo e me tornando apenas ossos! Continuo caindo e me tornando apenas ossos! Continuo caindo e me tornando um horrendo esqueleto, apenas osso, osso, osso, osso! Socorro! Socorro! Socorro! Por favor, SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCORRO!!! SOCOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Inominável Ser

UM EX-DETENTO

DO

ABISMO DE GOB







Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Meu Perfil No Facebook

Esta Cova No Facebook

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Arquivo do blog

Marcadores


Firefox

Firefox
Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Arquivo do blog

Recent Posts

Unordered List

Theme Support