sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

O Generalíssimo Imperador Guerreiro De Ggar



A Chama Matriz Das Estrelas Sapienciais absolutamente ilumina as batalhas de Deuses e Arquimestres Guerreiros pelo espaço das Galáxias do Universo Ggar, uma Colônia Imperial Keauriotheniana importantíssima e relevante para o Governo do Imperador Thades. Ao fim da Era De Raesuuyn Astardana, A Primeira Guerra De Keauriothen Contra Turamonjiari está em sua primeira Era de duração e foi iniciada quando 655 filhos, Criminosos Universais, do Imperador Turamonjiarjinn Arted Enji Esaf Ad Rir foram assassinados  por Monies Rinji no Universo Xtu, após terem liderado 9.600 Legiões De Saque (cada uma contando com 3.650.000 membros) de 345.900 Galáxias estuprando e assassinando 7.678.009 mulheres Keauriothenianas que residiam nas Colônias Planetárias. Entre os filhos de Arted assassinados, estava o primogênito, Amerth, um brutal e tenebroso Assassino dominador da Chave Das Totalidades Universais, o mais amado e querido filho daquele. Arted, Líder Fundador da Loja daquela Chave que leva seu nome no Oriente Existencial, um Deus importantíssimo na Escala Evolutiva deste Horizonte, imediatamente declarou guerra a todo o Império Keauriotheniano. Mas, em Ggar, a primeira e única batalha a ser travada naquela Guerra estava sendo totalmente dominada pelo estratégico imbatível comando de Kanthor Tar, Deus Setenário Da Guerra Revelada No Útero Da Magia Eterna, O Generalíssimo Imperador Guerreiro De Ggar.

A Espada, A Lança, O Escudo, O Arco, A Flecha, O Machado e A Armadura: Os Sete Aspectos Primordiais Do Espírito Da Guerra, que tiveram em Kanthor seu milésimo terceiro Representante Material na História Da Criação, faziam-no um poderosíssimo e temido Governante Universal Keauriotheniano. Filho de Thades com Mahragan Tar, uma Deusa Da Guerra que tombou na Guerra Do Destino Das Raças Eternas, foi criado pelo pai no Planeta Keauriothen e destacou-se grandiosamente nas Legiões de sua Avó Eterna, Artcsom Ocitilop, nas 46 Eras finais daquela Guerra. Nascido já com aquela Rara Evolução Perfeita, foi elevado ao cargo imperial de Governante do Universo Ggar por ter, nesta Colônia Universal Keauriotheniana, Extinto 444.900.098.754 Legiões dos Bards (cada uma contando com 43.700.000 Soldados) sozinho, quando as Forças Keauriothenianas encontravam-se em precário estado por todo aquele Universo. Antes de ir residir no Planeta Pythrsa da Galáxia De Opharas, em Ggar, Sede do Governo Imperial que pertencia a Derman Serah, Deus Da Magia Eterna Solar que fora morto na Guerra Do Destino, ele contraiu Matrimônio Eterno com Arya Rinji, Deusa Da Luta Eterna,  filha de Monies com Thades. Apaixonadíssimos um pelo outro, companheiros de guerra e compartilhando desde muito jovens do mesmo leito, Kanthor e Arya formaram uma invencível dupla de Governantes Universais e geraram A Descendência Maior De Ggar, filhos, netos, bisnetos e demais descendentes Herdeiros Bioespirituais das Qualidades Evolutivas de três poderosíssimos Clãs Keauriothenianos: Ocitilop Shodolon, Rinji e Tar.

Tiranicamente governando para manter a disciplina em toda Ggar, durante 19.270.445 Eras manteve tal Universo livre de invasões porque pessoalmente Extinguia cada Criminoso ou Legião Imperial inimiga de Keauriothen que se aproxima-se de seu território governamental através dos Túneis Espaço/ Temporais que ligam todos os Horizontes entre si. Rude e grosseiro, até mesmo com os membros de sua própria família, agia a fim de torná-los duríssimos e implacáveis combatentes, não sendo um homem de maus sentimentos ou vícios de personalidade. Íntegro e honesto, sempre conectado psiquicamente ao pai e à esposa, a qual tratava com menos rudeza e o compreendia por agir como agia, tornou-se venerado, respeitado e amado pelos habitantes de Ggar. E todo Inimigo Keauriotheniano evitava este Universo por causa do Generalíssimo, Nome Eterno que adquiriu na Guerra Do Destino e causara temor em cada um daqueles que ambicionavam as Riquezas Materiais e Espirituais Keauriothenianas. Mas, Dreth Enji Esaf Ad Rir, Entidade Cósmica Do Todo Oriental, um filho formidável evolutivamente de Arted, no comando de Legiões inumeráveis cujo número ultrapassava em 250% a população de Ggar, menosprezou e subestimou o histórico de bélica invencibilidade do inimigo que até mesmo seu pai pediu para que fosse evitado. Dreth conseguiu Cegar momentaneamente Kanthor para poder invadir explosivamente todo o Universo, mas o segundo recuperou-se e tomou o irresistível comando de cada Legião a lutar no incalculável espaço universal.

Agora, em 350% a população de Ggar supera o número de invasores, em sua maioria Extintos por Hargos e Thohur, As Espadas Sétuplas De Kanthor. Espadas forjadas pelo seu pai, espadas nascidas da Magia Eterna Revelada No Aço Místico Keauriotheniano, espadas extinguidoras de inúmeras existências, espadas que guiam a todos de Ggar rumo ao total massacre dos inimigos! E a Voz Psíquica de Kanthor ressoa nas mentes das Legiões Terah lutando na Galáxia Zausran:

"Equilibrem-se na Disciplina Reta Do Objetivo Invencível Terah! Dêem aos vossos Poderes O Invencível Brilho Da Eternidade Guerreira Dos Terah! Extinguam nossos inimigos, honrem O Sangue Eterno De Thades que todos nós possuímos!"

Às Legiões Can da Galáxia Uberas:

"Adiante, Filhos Da Valorosa Fúria Can! Adiante, decapitem! Adiante, esquartejem! Adiante, vençam a todos como sempre vencem todas os tipos de guerras que vós travais em si mesmos e fora de si mesmos!"

Às Legiões Oalduthen da Galáxia Varhhag:

"A Disciplina Oalduthen, O Passo Oalduthen e o Raio Oalduthen: como nunca, exprimam neste combate Os Três Princípios Fundamentadores Do Espírito Guerreiro Oalduthen! Utilizem tudo de suas habilidades mais profundas e misteriosas! Galguem as escadas da vitória com sangue, o sangue destes desgraçados que ousaram nos atacar!"

Às Legiões Gnaix na Galáxia Betraxyt:

"Gnaix, ó, Gnaix, Ouçam O Romper Do Trovão Guerreiro Do Equilíbrio No Cósmico Alvorecer! Expressem O Inexpressível! Expandam O Inexpansível! Ressoem O Inaudível! Interrompam O Existir de seus inimigos!"

Às Legiões Bronan na Galáxia Vahresan:

"Dediquem cada morte e Extinção que provocarem como as Rodas Destrutivas Das Formas Imateriais na Carruagem Da Eternidade Através Do Sopro Temporal! Vamos, matem mais, Extinguam mais, submetam estes invasores do nosso universo ao Inextinguível Jugo Bronan!"

Às Legiões Borack da Galáxia Asverna:

"Marchem na Música Da Morte! Marquem com os Dons Do Assassinato! Escrevam com as Letras Da Extinção! A estes que vós enfrentais, dialoguem como Aniquiladores Existenciais!"

Às Legiões Horan da Galáxia Saesram:

"O Combate Nascido Do Bélico Silêncio, como pregado por Irydon Horan, vosso Maior Ancestral! O Combate, O Livro Do Combate, Filhos De Irydon! Cresçam No Combate de agora como sempre cresceram em todos os vossos combates!"

Às Legiões Rinji na Galáxia Aruna:

"Monies Rinji está dentro de vós! Monies Rinji brilha como cada morte nas vossas mãos! Monies Rinji está aqui convosco! A Maior Dos Rinji é cada um de vós e grita, mata e Extingue como vós estais a gritar, matar e Extinguir!"

Às Legiões Tar da Galáxia Vaslan:

"Vós sois Tar! Como Agushor Tar! Como Verua Tar! Como Egus Tar! Como Asaurh Tar! Como todos os Gloriosos Guerreiros Tar da História de nossa Raça! Por todos os Keauriothenianos, aniquilem estes inimigos inteiramente, sigam o legado da impiedade guerreira do nosso Clã e de nossa Herança à Filosofia Bélica Da Criação! Sigam! Sigam! Sigam!"

Para sua Esposa Eterna, Arya:

"Arya, Sinta isto, Veja isto, Ouça isto, Seja isto: O Espírito Sagrado Da Guerra Está Fervoroso No Ser De Cada Um Dos Nossos! Vamos vencer estes Turamonjiarjinns, vencer como nossos pais sempre venceram a todos os inimigos de Keauriothen! Sinta, Veja, Ouça e Seja cada um dos nossos, como cada um exerce a Conjugação Do Verbo Guerreiro no corpo, na mente e na Alma Eterna! Sinta em mim O Espírito de Nossa Genitora Espiritual, A Guerra, como eu O sinto em ti, Sagrada Esposa Eterna minha! Sinta, Guerreie, Vença a todos os nossos inimigos em Unidade com todos os nossos Irmãos Raciais!"

Para seu primogênito, Kathoro:

"Kathoro, isto é o que sempre exigi que tudo corresse como perfeito em meu Governo, o que te ensinei também a acreditar! Tudo que falei e todas as formas de ação minhas neste Universo igualmente levaram ao que estamos Sentindo, Vendo, Ouvindo e Sendo! Não Existe Eternidade Para Nenhum Ser Material e se um dia eu tombar diante de um inimigo muito maior evolutivamente do que eu, tu és meu Herdeiro no Governo de Ggar, de cada um que agora combate pela nossa liberdade e de cada descendente destes no Futuro! Ao seu primogênito, meu primeiro filho, tu dirás estas mesmas palavras no meio de uma batalha como esta e saberás o quanto é importante este momento! Aprendi isto, que não tem nome, com a minha Avó Artcsom e com meu pai durante minha primeira guerra! E O Que Não Tem Nome Sempre É O Existencial Aprendizado Mais Importante!"

E a cada Legião e pessoa importante de seu pessoal relacionamento, Kanthor incendeia com palavras evocatórias do Valor Guerreiro Keauriotheniano. Incendiárias palavras que levam todos a ouvi-las ao incendiário massacre de todos os inimigos em um Dia Universal. Incendiárias palavras que moldam mortes e Extinções das formas mais sanguinárias possíveis. Incendiárias palavras, sim, que moldam mais uma Vitória Keauriotheniana em uma Guerra registrada em todos os Livros Eternos Bélicos Da Criação. Incendiárias palavras de um Incendiador De Vontades Guerreiras a esmagar com a mão direita o crânio do último inimigo abatido no núcleo do Sol Primeiro De Ggar localizado na Galáxia Dersmkest: Dreth, um incendiado mortiferamente por uma das Maiores Vozes Guerreiras Manifestadas.

E a partir desta primeira batalha sob o comando de seu Generalíssimo, os habitantes de Ggar passaram a compreender o porquê do rude e tirânico modo de ser de Kanthor. Mas, não deram nenhum nome ao que carregaram na forma de tal Compreensão.

Inominável Ser
BÉLICO
CRONISTA
INOMINÁVEL
Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Covas Recomendáveis

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Arquivo do blog

Marcadores


Firefox

Firefox

Meu Perfil No Facebook

Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Arquivo do blog

Recent Posts

Unordered List

Theme Support