sábado, 28 de maio de 2016

As Densas Trevas De Salleeb



O Dever de um Salleeb é unicamente explorar as densidades mais cativantes da Obscuridade na Senda Cósmica. Para um integrante de tal Clã, a Magia Eterna em seu Obscuro Caráter tende para experiências que multiplicam o poder da própria Vida Eterna. Com esse pensamento, na Idade Dos Fatos, quando a Raça Keauriotheniana foi criada por Thornadoriusis Shodolon e a Expansão Imperial da mesma iniciou-se, os descendentes do 203º Filho Keauriotheniano do Primeiro Ser Da Criação, Zaragus Salleeb, ganharam a reputação de serem entre os Guerreiros daquela Idade os mais sanguinários, impiedosos e vitoriosos. O líder de todos foi Zaragon Salleeb, O Doutrinador Das Trevas Guerreiras, dizimador de 453 Raças e conquistador de 712 Galáxias em 23 Universos. Naquela Idade, os Keauriothenianos não tinham entre os seus Deuses além do Fundador Racial; mesmo assim, a Expansão também foi fundamentada com as mortes de 770.965 Deuses de diversas Raças. E Zaragon foi o responsável pela maioria delas e ensinou aos demais Guerreiros Maiores como matar Deuses manipulando a Obscura Natureza Cósmica presente em todas as Magias.

Com frieza, o General Maior foi criado pelos pais, Aderus e Raunan Salleeb, para ser um infalível Guerreiro. Como todos dos primórdios da Raça Keauriotheniana, aprendeu diretamente com Thornadoriusis o manejo de todas as Magias Moldadas e Automanifestadas. De sua geração, foi o mais habilidoso, implacável e ambicioso, arrasando tudo que via pela frente na resistência de inúmeras Raças contra a Colonização Keauriotheniana. As Trevas o acompanhavam, as Trevas da Espada, as Trevas do Espírito Da Guerra Revelado Na Magia Eterna, A Magia Mãe Da Criação. Trevas que sugavam o sangue de cada inimigo abatido pela Salleeb’akhara, O Pai Dos Salleeb, a Espada Mistica Sagrada forjada pelo Primeiro Salleeb nas Montanhas Admon do Planeta Keauriothen com Aço Místico e Minerais Cósmicos. Trevas rangendo sempre com a aproximação de cada batalha. Trevas emitindo um som único ao derramamento das Armas Desintegradoras Espaço/Temporais das Legiões Keauriothenianas contra Exércitos inimigos. Trevas que sussurravam-lhe aos ouvidos o modo como derrotar um inimigo. Trevas que transmitiam-lhe a Voz Obscura Das Alas Cósmicas. Trevas Cantando sobre as Guerras Passadas, desde O Apenas Início. Trevas Poetizando as Guerras que ocorriam naquele momento da Caminhada Material de Zaragon. Trevas Escrevendo os livros que contavam sobre os fatos de todas as Guerras Futuras.

E Zaragon tomava decisões baseadas nas Trevas que lhe eram Acompanhantes, Amantes E Conselheiras. Trevas que lhe diziam o que fazer com 783.118.907.636.643 planetas do Universo Saasbat Ugraurun cujos habitantes resistiam intensamente contra a Colonização de planetas inabitados entre elas. 643.977 Legiões Keauriothenianas haviam sido exterminadas pelos Guerreiros Siderais De Saasbat liderados por Shara Saasbat CCLIX, Deusa Guerreira Da Eternidade. Uma decisão precisava ser tomada por Zaragon, que se encontrava na Cabine de Navegação Mística do Intercruzador Espaço/Temporal Salleeb XXIII, dentro dos Túneis Interdimensionais de acesso a Saasbat. Com ele, sob seu comando, em 104.764.634 Legiões em outros 83.855 Intercruzadores, aguardando uma decisão concreta a partir dos terríveis e temiveis lábios dele.


— Naryon, este Universo é importante para o Império?
— Senhor Zaragon, conforme nossos Exploradores Secretos, há Metais e determinadas Substâncias de Conteúdo Cósmico em muitos planetas que servirão ao propósito de nosso Pai Eterno.
— Não é a isto que me refiro.
— Como, senhor?
— Estou me referindo ao Sentido Existencial deste Universo.
— Como bem disseram nossos Mestres Místicos, este Universo é o próprio Eco Milultiplicante Realizador da Deusa Shara como uma Representante Material Da Eternidade.
— Você ainda não me entendeu, Naryon.
— Senhor…
— A importância a qual me refiro não é Material ou Espiritual, mas Fundamental. Perdemos aqui preciosos Guerreiros e não posso aceitar a dominação pura e simples de um Universo que se configura mais uma ameaça absoluta do que uma aquisição de valor inestimável.
— Sabemos matar Deuses, Senhor…
— E quem disse que eu estou a falar de Deuses, Naryon? Será que você não tem a capacidade de me Compreender como o Mestre Comandante Maior das minhas Legiões? Como um Harok, um Sábio, você consegue me Compreender?
— Senhor, eu Compreendo.
— Muito bem, então, eu já perdi tempo demais aqui tentando ter a chance de me fazer entender por você. Para o bem do Império, não podemos deixar que este Universo seja um obstáculo para a realização da nossa Expansão. Até agora, quando pacificamente nos Expandirmos, apenas reagimos aos ataques de todos aqueles que nos Viam como Conquistadores vulgares e irracionais. Aqui é diferente, muito diferente, pois me parece que a Deusa Maior dsste Universo não pensaria tanto quanto na reação de atacar Keauriothen se aliando a outros Universos.
— Nós os venceriamos, Senhor Zaragon, temos O Primeiro Ser…
— O Primeiro não pode nunca ser a garantia de que bilhões ou inumeráveis Universos se voltem contra nós. Estamos em Expansão para que possamos realizar a moldura de uma alternativa no Futuro contra Impérios que possam querer derrubar Thornadoriusis Shodolon, que muitos consideram como O Inimigo Dos Inimigos A Ser Vencido. Ele me deu Autoridade Suprema para tomar decisões acima de qualquer outro General e, como General Supremo Dos Generais Supremos, decido pela Extinção deste Universo.
— Senhor, não podemos…
— Sim, podemos, Naryon, Keauriothen é o foco de nossa Vida Eterna e Thornadoriusis Shodolon, nosso Pai Eterno, a Eterna Lembrança do nosso Agradecimento como Seres Materiais. Os Saasbatianos são inimigos a serem temidos, As Trevas mostraram-me isto.
— Eu Vi que aqui neste Universo…
— O que você viu não é do meu interesse e nem do interesse do Império, Naryon. Quer me desobedecer? Quer ser punido com as Trevas de Salleeb’akhara?
— Não… Não, Senhor Zaragon!
— Então, aceite a minha decisão porque não vou ficar discutindo a mesma com um reles Mestre Místico. As Armas são A Voz Keauriotheniana e tudo que vocês do Espírito podem fazer é acatar as decisões dos Senhores Das Armas. Compreende isso muito bem, não Compreende?
— Compreendo… Compreendo, Senhor Zaragon!
— Ordeno agora que a Antimatéria Eterna determine o destino deste Universo.
— Como queira, Senhor Zaragon.
— As Trevas me disseram que isto é o correto para o Bem do Império Keauriotheniano. Agora, saia daqui, não preciso mais de você, tenho que transmitir minha decisão aos demais Comandantes dos Intercruzadores. Informe aos Engenheiros Universais daqui para focarem a Transmissão da Antimatéria no Coração Existencial de Saasbat.
— Como o Senhor ordena, General Supremo Dos Generais Supremos De Guerra Zaragon Salleeb! Pelo Império Keauriotheniano Na Lâmina Da Espada Da Magia Eterna!
— Pelo Império Keauriotheniano Na Lâmina Da Espada Da Magia Eterna, sim!


Cada Intercruzador Keauriotheniano, de colossais dimensões quase incalculáveis, comporta em si Antimatéria Automanifestada Condensada em diminutos Globos de Aço Eterno Automanifestado. Medindo cada um 23 cm³, contém um Poder Extinguidor que tornou o Império Keauriotheniano o mais temido de todas as Últimas Idades Universais. Muito por causa da existência deles, também, a Expansão pôde ser concluída na mesma Idade Dos Fatos ao fim da conquista de 600.000 Universos. Mas, Zaragon não esteve presente na conquista do último Universo, não era Imortal e os Seres Imortais Keauriothenianos somente nasceriam na Raça Mais Perfeita Bioespiritualmente Da Criação nas Eras Universais. Mesmo não estando presente, foi lembrado pela primeira e única Extinção de um Universo efetuado pelo Império Keauriotheniano em toda sua História.

Construídas pelos Engenheiros Universais, grupo de Arquicientistas que aprenderam com Thornadoriusis a confecção das Esferas Físicas Antimateriais, eram em número incontável preservadas nos Recintos Secretos Dimensionais do interior dos Intercruzadores. Foram usadas poucas vezes enfocando Exércitos inimigos; apenas uma era capaz de decidir o destino de uma guerra travada e suas Vibrações Consequentes eram contidas pelas Vias Composicionais dos Intercruzadores. Para Extinguirem Saasbat, 432.343 Esferas foram lançadas e, nos Túneis, as Vias envolveram em uma Infinita Esfera Automanifestada todo o Universo para que a Antimatéria não escapasse para outros. Fora da Contagem Temporal, incalculáveis vidas foram Extintas, a maioria de Deuses e Guerreiros; o restante dos habitantes, pacíficas Raças que nunca derramaram sangue em guerras. Pelo Império Keauriotheniano, um Universo deixou de Existir e o temor do mesmo aumentou exponencialmente depois desse fato obliterador de um Campo Existencial. O Vazio, O Nada, tomou o lugar de Saasbat.

E pelas Trevas, Zaragon Salleeb Realizou um Sacrifício Supremo À Face Maligna Cósmica Revelada Em Todas As Magias. Com ele, iniciou-se a Tradição Salleeb da Veneração a tal Face na Criação. Com ele, um militar cumpridor do seu irrestrito e inescapável Dever como Generalíssimo, iniciou-se a semente dos tiranos cruéis do Futuro Keauriotheniano.

Tudo do Futuro ele Viu nas Trevas. E, ao Ver O Nada que se tornou Saasbat, pôde Ouvir as gargalhadas das Trevas que o acompanhavam. E um sorriso quase imperceptível surgiu-lhe no rosto, em contraste com o pesar de todos os demais Keauruothenianos que presenciaram a Extinção Universal.


Inominável Ser
BÉLICO
CRONISTA
INOMINÁVEL





Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Covas Recomendáveis

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Arquivo do blog

Marcadores


Firefox

Firefox

Meu Perfil No Facebook

Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Arquivo do blog

Recent Posts

Unordered List

Theme Support