domingo, 28 de maio de 2017

Um Bom Necrófilo


Art by Mark Riddick


Vim parar aqui por causa de um erro cometido por eu ter sido ansioso demais… Me pegaram com aquela carne nova, tão macia, tão suave, tão suculenta… Você sabe que eu não resistiria por muito tempo perto dele! Aquele homem, tão bonito, tão sensual, tão atraente… Aqueles olhos doces… Aqueles lábios grossos… Eu não resisti, precisava tê-lo para mim… Frio, imóvel, aberto na garganta pela minha navalha e no estômago pelo meu bisturi… E entraram naquela hora lá, entanto eu o penetrava… E vim parar aqui… Viemos parar aqui, padrinho, por minha culpa… Eu queria ainda tanto saborear outros homens tão lindos como aquele…


— Você já teve a sua cota de vítimas e se deixou prender. Eu te avisei para se conter mais…


Impossível, padrinho, não dava…


— Ingenuidade sempre foi a sua maior fraqueza. Ingenuidade e desejo descontrolado… Não foi assim que te ensinei, menino…


Quando eu estive com meus homens, o senhor estava ao meu lado sempre… Lembro bem de suas lições, mas aquele ultimo gostoso era muito atraente… Me deixei levar e assumo o erro… Assumo, padrinho!


— Isso não adianta nada agora, seu idiota! Vão te trancafiar aqui para sempre, ainda mais quando te pegaram aqui dentro com aquele cara que eu pedi para você não matar…


Eu estava precisando de mais um… Foi mal,padrinho…


— Sempre fui mais inteligente, mas você me afastou e olhe no que deu…


Nunca pedi que estivesse comigo o tempo inteiro, padrinho… Era muito melhor quando eu me divertia sozinho… Muito melhor…


— Gente como você não tem uma vida fácil dentro de uma prisão.


Que me espanquem, torturem, estuprem… Pelo menos, vou sentir um macho junto a mim… Não posso viver sem um, mesmo que esteja vivo…


— Você é uma piada, menino…


Sempre fui muito engraçado e uma gracinha de menino pelas noites, padrinho… O senhor sabe disso, padrinho…


— Eles vão descobrir cada um dos seus crimes, estão chegando longe.


Foram tantos anos nisso, padrinho… Será que eles conseguem investigar e descobrir tudo? Nunca deixei rastros…


— Não será muito difícil encontrar em arquivos policiais de cidades do interior fichas de cadáveres masculinos sodomizados. Mesmo que você nunca tenha deixado rastros, sua assinatura está neles, menino.


Eu confessaria tudo se me dessem aqui um cadáver como aqueles…


— Vai ter que se acostumar com as dedadas no cu e a punheta, menino. Vão te manter perpetuamente no isolamento, você é o mais odiado aqui dentro.


Matei meninos e isso aqui não é aceito… Mas, o que me importa se me odeiam se eu me tornei o assunto do momento no mundo? O monstro do momento?


— Pouco a pouco eu vou desaparecer, você não precisa mais de mim, menino.


Não preciso mesmo, vou dar um jeito aqui de saciar meus desejos. E tenho a certeza de que vou fugir um dia… Quando eu fugir, você voltará?


— Ficarei te esperando lá fora.


Ah, o senhor com essa sua frase de sempre… Desde que o senhor me levava para aquela casa abandonada para comer aqueles meninos quando eu era criança, dizia isso!


— E você me agradeceu cortando minha jugular e abrindo meu estômago.


Isso porque o senhor me comeu à força naquele dia. Mas, confesso que gostei da sua pica…


— Então, por que me matou, imbecil?


Porque você poderia ter pedido o meu cu, eu daria de bom grado. Como me pegou à força, não gostei de maneira nenhuma.


— E aquilo me prendeu a você, seu maldito…


Relaxe, padrinho, nós dois tivermos excelentes momentos de diversão! Lembra de cada um deles lá…


— Eu preciso sair daqui agora, menino. E não me chame por um bom tempo.


O que tem a fazer lá fora, hein?


— Existe outro como você lá fora que precisa da minha orientação… Entende o que estou falando, não é?


Entendo, padrinho, entendo…


— Você sabe que não vai sair daqui.


Bem, pelo menos, sonhar não vai me fazer muito mal já que todo fodido estou!


— Você continua sendo um bom menino…


E você é meu ídolo, padrinho… Mas, não gostei que tivesse comido meu cu à força!  Eu ia te dar um dia mesmo…


— Eu não fui paciente…


Eu sou paciente, por outro lado. Saindo ou não daqui, ainda vou te reencontrar, padrinho. Se diverte bastante lá fora, tá bem?


— Adeus!


Até logo, padrinho, posso me juntar ao senhor no incentivo ao nosso amigo de profissão… Como estou marcado para morrer…


— Sua morte será pior do que a minha e a de todos que matou, menino.


Que seja, pelo menos vou poder te dar o meu cu depois de livre e espontânea vontade… E inspirar outros que pratiquem o que sempre endeusamos….


Inominável Ser
UM BOM
SER




Share:

0 Cadáveres Aqui Escavaram Suas Covas:

Meu Perfil No Facebook

Esta Cova No Facebook

Prosa De Um Coveiro Inominável

O Terror Inominável. O Horror Inominável. A Loucura Inominável. A Cova Aqui É A Do Puro Pesadelo Das Covas Mais Profundas E Elevadas. Vozes Estranhas Aqui. Sons Estranhos Aqui. Palavras Estranhas Aqui. Estranhas E Inomináveis. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Terror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Do Horror Inominável. Sintam-Se Conduzidos Pelo Carro Inominável Da Loucura Inominável.

O Coveiro Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo
Visualizar meu perfil completo

Cavam Aqui Suas Covas:

Marcadores


Firefox

Firefox
Obtenha visualizações gratuitas no Snap.com
Add to Technorati Favorites

Recent Posts

Unordered List

Theme Support